Clubes portugueses já faturaram 180 milhões com a venda de jogadores. Quem são os campeões?

O FC Porto lidera destacado o ranking das transferências, seguido do Sporting. Mais de 60% dos clubes que vão jogar na I Liga ainda não gastaram um cêntimo a contratar jogadores.

Fonte: eco.pt

É já no próximo sábado, dia 4, que arranca oficialmente a nova época desportiva 2018/2019, com o jogo entre o Desportivo das Aves e o FC Porto para a Supertaça Cândido de Oliveira. Os clubes já estão a preparar os plantéis e, como é habitual nesta altura do ano, todos os dias há notícias de compras e vendas.

Ainda esta quarta-feira, o Atlético de Madrid oficializou a contratação de Gelson Martins, que tinha rescindido com o Sporting. No caso do antigo jogador leonino, a transferência foi a custo zero e não ajudou a encher os cofres de Alvalade.

Neste campeonato das transferências, o FC Porto lidera, tendo até agora, e segundo os dados da Transfermarkt, conseguido um ganho de 38,2 milhões de euros. Este encaixe líquido resultou da venda de jogadores avaliados em 65 milhões de euros e dos gastos com novos atletas de 26,8 milhões. Até agora, o jogador que custou mais dinheiro aos cofres dos azuis e brancos foi o defesa central Mbemba que veio do Newcastle por 8 milhões. Em termos de vendas, Diogo Dalot (para o Manchester United) e Ricardo Pereira (para o Leicester) foram os dois que renderam mais euros: 22 milhões cada.

© Transfermarkt | Valores contabilizados a 26JUL

O clube liderado por Pinto da Costa estava sob a alçada do chamado fair-play da UEFA, sendo que o organismo já veio dizer que o FC Porto cumpriu com as exigências do fair-play financeiro na época 2017/18, mas que vai manter um regime de monitorização até à época 2020/21.

Na lista dos clubes que mais ganharam com as transferências segue-se o Sporting que viu algumas das suas estrelas saírem, invocando justa causa depois dos incidentes na Academia de Alcochete de 15 de maio. Com alguns, como foi o caso de William Carvalho, o clube conseguiu negociar, tendo neste caso conseguido um encaixe de 20 milhões pelo internacional português.

O Benfica, até agora, entre vendas e compras, conseguiu um encaixe líquido de 14,22 milhões de euros, mas poderá estar à espera do acesso à Liga dos Campeões para decidir novos investimentos ou vendas no plantel. O mercado de transferências de verão só fecha a 20 de setembro.

A venda de Pelé ao Mónaco, de Raphinha ao Sporting e de Oghenekaro Etebo ao Stoke também permitiram a clubes como o Rio Ave, o Vitória de Guimarães e o Feirense encaixes relevantes (ver tabela).

Mas a maior parte (11) dos clubes que vai jogar o campeonato de futebol (18 no total) não gastou ainda um cêntimo com as transferências, preferindo as tradicionais e poupadas transferências a custo zero ou os empréstimos.

Dos 18 clubes, até agora só um (o Nacional) é que está a ter prejuízos entre o dever e o haver das transferências. Segundo os dados da Transfermarkt, o clube da Madeira comprou Aleksandar Palocevic ao Arouca por 1,2 milhões de euros e ainda não encaixou nada com as vendas.

No total, os clubes da I Liga já faturaram 180,44 milhões de euros com a venda de atletas e já gastaram 65,83 milhões em compras, ou seja, até agora registaram nos balanços um ganho líquido de 114,61 milhões de euros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.